A PSICÓLOGA

“Meu trabalho tem o intuito de ajudar as pessoas que estão machucadas por dentro. Diferente dos médicos que utilizam diversos exames para obter um diagnóstico sobre uma doença do corpo físico, as feridas que me interessam são sutis e estão encobertas. Para desvendar, é preciso muita calma e empatia, uma dose de perguntas e uma escuta apurada para compreender até aquilo que não está sendo verbalizado, mas expressado de outras maneiras. É assim que descubro porque a pessoa na minha frente está sofrendo e com a alma dilacerada.”
(Andréa Goulart)
- Mestranda em Projetos Educacionais em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP)

- Graduada em Psicologia em 2018 pelo Centro Universitário Salesiano (UNISAL)

- Graduada em Comunicação Social em 1993 pela Universidade de Taubaté (UNITAU)

- Suas áreas de intervenção incidem na Psicologia Clínica (Psicodiagnóstico, Psicoterapia, Avaliação Psicológica) e no Núcleo Psicopedagógico com apoio psicológico voltado a alunos, professores e colaboradores

- Participou da XVIII Mostra de Produção Científica em 2014 pelo UNISAL Unidade de Lorena/SP com uma apresentação oral sobre o tema “Assédio Psicológico e a Saúde do Trabalhador”

- Escreveu o artigo científico intitulado “De Narciso às Selfies: os reflexos da individuação na sociedade pós-moderna” (Ano: 2018), na perspectiva da Psicologia Analítica.

- Escreveu o artigo científico intitulado “O processo de aprendizagem no século XXI sob a influência da tecnologia educacional” (Ano: 2018), sob a perspectiva da ênfase da Educação e Compromisso Social.

- Membro da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE).

ATUAÇÃO

A psicoterapia clínica trata das questões emocionais e psicológicas do ser humano, visando uma transformação em relação a forma de ser e viver. Para situações de crises, problemáticas relacionadas com a vida amorosa, familiar e afetiva, separações, situações de perdas e rompimentos, mudanças, questões profissionais, orientação para estados de ansiedade ou depressão, dificuldades de integração social, orientação em casos de doenças, bem como dificuldades pontuais, previstas pelo código de ética profissional do psicólogo. No caso de crianças e adolescentes, a primeira sessão deverá ser com os pais ou responsável legal. As questões atendidas na psicoterapia são abrangentes e trabalhadas de acordo com o conflito que o paciente traz. O problema inicial, que motivou a procura pela psicoterapia, pode mudar e revelar outros problemas mais complexos e profundos. Consultas individuais para fins de psicodiagnóstico e psicoterapia, além de avaliação psicológica compreendendo um conjunto de sessões podendo ter aplicações de testes, entrevista devolutiva e elaboração de laudo psicológico (se necessário).
A Psicologia Escolar é uma especialidade da Psicologia que se interessa pelo modo como a escolaridade afeta os alunos em geral e como esse alunos interagem com a escola e com todos que fazem parte dela. O psicólogo inserido na escola irá utilizar métodos e técnicas psicológicas visando a melhora na qualidade e eficiência do processo educacional, não apenas solucionando um problema pontual mas sempre visando a promoção da saúde mental da escola como um todo. Além disso, atua e interage com os membros que a compõe: alunos, educadores (diretores, professores e funcionários) e os pais de alunos. O trabalho com essas pessoas é sempre contínuo, devendo acontecer através de intervenções para superar algum problema que esteja ocorrendo e que esteja dificultando o desenvolvimento e a aprendizagem.
A atuação do psicólogo não está apenas em adequar métodos para que a inclusão de pessoas com deficiência seja “apenas” significativa, mas em conceder a eles voz, vez, espaço e formação social, de modo que quando o indivíduo com deficiência esteja inserido na sociedade, seja efetivamente um cidadão crítico, reflexivo, ativo e não um mero receptor de informações. A construção de uma nova sociedade integrativa e inclusiva começa com um novo olhar para problemas que caminham com a humanidade desde o início dos tempos. O papel do psicólogo é amenizar, equilibrar as angústias e as ansiedades, mediando conflitos para que a adaptação transcorra da forma mais natural e saudável para todos. Constitui uma proposta que representa valores importantes, que devem ser condizentes com a igualdade de direitos e de oportunidades para todos, num ambiente educacional saudável.
O Psicopedagogo é o profissional que procurará compreender as mensagens, sobre os motivos que levam os alunos a obterem resultados insuficientes ao esforço aplicado em sua busca pela aprendizagem. Deverá fazer o psicodiagnóstico para identificar se a queixa se trata de uma dificuldade, de um distúrbio ou um transtorno. Dentre as queixas mais comuns, podemos citar a dislexia, disortografia, discalculia, déficit de atenção, entre outros, além dos problemas de ordem emocionais que interferem no processo de aprendizagem como ansiedades, fobias e baixa autoestima. O atendimento psicopedagógico pode ocorrer com o objetivo preventivo, de diagnóstico e de tratamento da dificuldade de aprendizagem, diagnosticando e desenvolvendo técnicas para ser aplicadas durante a psicoterapia para superar o problema em questão. A orientação aos pais e professores também é um trabalho do psicopedagogo, que se apresenta como mediador de todo o processo. A psicoterapia deve estar voltada para a construção do conhecimento e cuidados emocionais. No decorrer dos atendimentos são utilizados diversos recursos como dramatizações, jogos, leituras, diálogos, desenhos, projetos, entre outros recursos psicopedagógicos.
Consiste na avaliação de aptidões, habilidades, capacidades e áreas de interesse dirigida, especialmente, a alunos que estão em vias de prestar vestibular. Também é destinada àquelas pessoas que desejam mudar a área de atuação e para as pessoas que estão prestes a se aposentar. Este processo compreende sessões de entrevistas, aplicação dos testes psicométricos, informação sobre sistema de ensino e formação profissional, além da discussão sobre os resultados, com entrega do relatório psicológico.

ATENDIMENTO

CONSULTA PRESENCIAL

A consulta acontece no consultório.

CONSULTA ONLINE

Esta consulta online é essencialmente destinada a pessoas que não possam recorrer ao consultório, por impossibilidade geográfica, de locomoção ou de tempo. Para algumas pessoas poderá ser encarado como um contexto mais confortável, dado a consulta ocorrer numa situação mais reservada. Pode ser realizada através da submissão de questões enviadas por e-mail ou pelo agendamento de consulta online, por áudio, através de Skype

ATENDIMENTO DOMICILIAR

Essa modalidade é destinada a pessoas que por motivos de força maior, não possam comparecer ao consultório devido a um problema de saúde que impeça o paciente a sair de sua residência (limitações físicas devido a cirurgia, síndrome do pânico, agorafobia, entre outros). Essa modalidade de atendimento também pode ser feito em ambiente hospitalar.

PLANTÃO PSICOLÓGICO

Tem como objetivo fornecer intervenção psicológica para questões emergenciais em momentos de crise. Verificar os horários e dias específicos para este tipo de modalidade de atendimento.

CONTATO

Agendamento via Whatsapp: (12) 99794-9823

Atendimento em Guaratinguetá/SP:

Rua Antonio Mota, 44 - Vila Paraíba

Vila Paraíba

Telefone: (12) 3126-3539

Atendimento em Cunha/SP:

Rua Hilarino Vieira, 370

Bairro Bexiga

Telefone: (12) 99253-5686 e 99727-6413